Landing page é uma página de conversão, também chamada de página de destino ou de entrada. Ela tem como foco conduzir o usuário a realizar uma ação no seu site ou blog, afinal, você quer que todas as suas páginas levem o usuário a um clique, uma compra ou um download, por exemplo. A diferença é que a landing page é construída exatamente com esse objetivo e nenhum outro. Ela é proposta, criada e divulgada para realizar conversões. Assim, tudo aquilo que pode gerar distrações, prejudicar ou comprometer esse objetivo deve ser eliminado. É, portanto, uma página mais limpa, com menor quantidade de links e de elementos visuais. Isso não significa que uma landing page não tenha itens obrigatórios. Vamos supor que você queira que o usuário de seu site ou blog baixe um e-book, que você criou como isca digital. Conduzi-lo ao download depende de um Call to Action ou CTA, que é a chamada à ação, um convite para que o usuário saia da inércia e reaja ao seu conteúdo. Para isso, entre outras estratégias, pode se valer de um link em meio a um post, por exemplo, ou colocá-lo no banner do site. Em comum, todas essas estratégias levam a uma landing page. É ali, nessa página de destino, como o nome indica, que a conversão propriamente dita será confirmada. Para fazer o download do material rico que você oferece, o usuário registrará em um formulário simples os seus contatos. O que mais importa nesse contato é o seu nome e seu e-mail. A partir daí, você tem um novo lead, que se configura como um potencial cliente. É através da landing page que você irá iniciar o relacionamento com muitos dos seus futuros clientes. E é por essa razão que ela precisa ser construída com linguagem convidativa e aparência atrativa. A confirmação da conversão e a atração de um potencial cliente para a sua base de contatos depende dessa estratégia.